Saiba mais sobre manejo de frangos de corte

O manejo de frangos de corte deve seguir técnicas específicas, além de cuidados importantes com a limpeza, a temperatura e o transporte das aves

Saiba mais sobre manejo de frango de corte

“Para se tornar um negócio promissor e rentável, o manejo de frangos de corte deve seguir técnicas específicas, próprias da criação, além de cuidados importantes com limpeza, temperatura, cama do aviário, apanha das aves e transporte”, afirma Judas Tadeu de Barros Cotta, professor do Curso Online UOV Produção de Frangos de Corte. Em pouco mais de 40 dias, as aves já estão prontas para o abate, o que movimenta o capital de giro e garante rápido retorno do investimento.


Limpeza

O bom manejo dos frangos de corte começa com a chegada dos pintinhos à granja. O aviário deve estar limpo e higienizado, no mínimo, 10 dias antes. Com mais uma desinfecção na véspera de chegada das avezinhas. Outra prática indispensável é inspecionar as campânulas, para ver se estão em funcionamento. Da mesma forma, é importante verificar se os comedouros e bebedouros estão abastecidos com alimentos e água frescos.


Temperatura

A temperatura ambiente determina o bom desenvolvimento dos pintinhos. Portanto, é impreterível o contínuo controle da temperatura dos aviários, para o conforto e bem-estar das avezinhas. As temperaturas ideais são as seguintes:

->1°dia de vida: 32°C;
->2° ao 7°dia: 30°C;
->2ª semana: 29°C;
->3ª semana: 27°C;
->4ª semana: 24°C.


Cama do aviário

A cama do aviário proporciona isolamento térmico entre as patas dos frangos e o piso, além de promover conforto às aves. Ela também reduz a umidade e impede o desenvolvimento de microrganismos causadores de doenças. A inserção da cama deve ser feita com o aviário totalmente desinfetado. Sua espessura pode variar entre cinco e 10 cm. Se houver aumento de umidade ou acúmulo de sujeira, ela deve ser substituída antes mesmo da saída do lote.


Apanha das aves

Antes da apanha das aves, elas devem ser separadas em grupos menores, para evitar impactos negativos nas demais aves do plantel. Ao serem apanhadas, as aves seguem para transporte em caixas. O número de aves por caixa deve levar em conta a distância entre o aviário e o abatedouro, as condições climáticas, o peso das aves, além da disponibilidade de oxigênio na caixa. Se o nível de oxigênio estiver reduzido, as aves podem se asfixiar.


Transporte

No transporte dos frangos de corte, adota-se o sistema de canos laterais e de cobertura, para o mínimo de movimento. O mais recomendado é o transporte durante a noite, pois as temperaturas estão mais baixas, o que garante maior conforto e bem-estar às aves. Sem falar, que a mortalidade é reduzida e a carne ganha em qualidade - ao contrário das aves transportadas durante o dia, em altas temperaturas.

Conheça os Cursos Online UOV da Área Avicultura.

Fonte: aviculturaindustrial.com.br

Por Andréa Oliveira.

Sugestão de Curso

Deixe seu comentário!

Avise-me, por e-mail, a respeito de novos comentários sobre esta matéria.

Receba Mais Informações

A UOV garante a você 100% de segurança e confidencialidade em seus dados pessoais e e-mail.
Fique por dentro das novidades! (Artigos, notícias, dicas, promoções e muito mais)

Universidade Online de Viçosa © 2006 - 2018. Todos os direitos reservados
Rua Dr. João Alfredo, 130 - Bairro Ramos, Viçosa - MG / CEP: 36570-254
CNPJ: 21.183.196/0001-77

Empresa Genuinamente Brasileira Empresa Genuinamente Brasileira
Atendimento Online
Ligamos para Você