O bem-estar tem influência no resultado da criação de bovinos

Evitar estressar o animal durante o manejo garante melhor qualidade da carne. Especialista dá dicas de bem-estar animal

Gado de corte na cerca

Todos os esforços devem ser feitos para que os bovinos confinados possam estar sempre em um ambiente de calma, de forma a minimizar o estresse, que é altamente prejudicial ao ganho de peso. Depois da adaptação à rotina do curral, os bovinos confinados passam a apresentar um comportamento bastante previsível. Passam várias horas do dia comendo no cocho, ficando o restante do tempo deitados, ou circulando pelo curral, bebendo água ou ruminando.

Estão sempre atentos aos movimentos em torno do curral, que fazem parte da sua rotina. Percebem, com isso, o movimento da chegada de qualquer trator, máquina ou pessoa em seus horários de costume, demonstrando curiosidade quando esses eventos ocorrem em horários estranhos ao da sua rotina. Essa curiosidade se transforma rapidamente em estresse, o que influencia negativamente no ganho de peso. E é por isso que é importante a manutenção de uma rotina calma, de pouca movimentação ou ruídos imprevisíveis.

Temple Grandin, veterinária americana que possui leve grau de autismo, tornou-se referência em bem-estar animal ao tentar minimizar o estresse desses animais, através de técnicas e equipamentos. Seu transtorno permitiu que ela compreendesse um pouco mais a angústia dos animais nos sistemas de produção comercial.  

Uma das inovações propostas pela veterinária é o curral em curva, que, em suas palavras, “permite a impressão de que eles estão voltando ao ponto de partida, o que facilita o manejo e o comportamento dos animais que estão seguindo. Para eles, o ponto de partida é um ponto seguro, onde não existe nenhum predador.”.

Grandin ainda relata que os animais utilizam muito o seu campo visual e, qualquer alteração que possa causar susto nos animais deve ser evitada. Garante que um bom manejo melhora os índices de fertilidade e aumenta a qualidade da carne, pois evita hematomas, que são determinantes para descarte da carne.

Outra recomendação da especialista é que o manejo seja feito com calma, evitando gritar ou bater. Além disso, recomenda que o transporte seja feito nas horas menos quentes do dia, para evitar desgaste. Por fim, vale também para os animais a ideia de gentileza, pois, segundo ela “sentem tanto dor quanto nós”.



Conheça nossos Cursos Online na Área de Bovinos:

Bovinos de Corte em Confinamento – Manejo e Gerenciamento
Bovinos de Corte em Confinamento – Instalações, Produção de Alimentos e Escolha dos Animais
Engorda a Pasto


Fonte: Canal Rural – http://www.canalrural.com.br/noticias/rural-noticias/bem-estar-manejo-pode-render-mais-carne-por-animal-abatido-69397?utm_source=mcr&utm_medium=ecr&utm_term=&utm_content=&utm_campaign=


por Renato Rodrigues

Sugestão de Curso

Receba Mais Informações

A UOV garante a você 100% de segurança e confidencialidade em seus dados pessoais e e-mail.

Universidade Online de Viçosa © 2006 - 2017. Todos os direitos reservados
Rua Dr. João Alfredo, 130 - Bairro Ramos, Viçosa - MG / CEP: 36570-000
CNPJ: 21.183.196/0001-77 Inscrição Estadual: 002455277.00-20
(31) 3899-7000 / adm@uov.com.br

Empresa Genuinamente Brasileira Empresa Genuinamente Brasileira
Atendimento Online
Ligamos para Você