Como vender o que é produzido em casa?

Com alguns passos simples é possível gerar renda vendendo o que você produz na sua casa

Vendendo o que é produzido em casa

Com a crise enfrentada pelo país há algum tempo, o número de desempregados cresceu, superando a marca dos 13 milhões, de acordo com dados do IBGE. Esse fato faz com que as pessoas busquem outra forma de ganhar dinheiro, e acaba transformando pessoas comuns em empreendedores, no anseio por uma nova fonte de renda.

Esses empreendedores têm apostado em produtos feitos em casa. A alternativa tem sido produzir e vender o que se produz como forma de obter lucro e gerar uma fonte de renda. Nesse ponto, algumas informações se fazem necessárias para evitar possíveis problemas.

Hélvio Tadeu, professor do Curso Online UOV Como Administrar Pequenas Empresas, alerta para o risco desses novos empreendimentos, afirmando que há a necessidade de planejamento para que tudo não desande e o anseio por uma fonte de renda não se torne o pesadelo de um dinheiro perdido.

Algumas dicas podem ser fundamentais para quem produz em casa e deseja vender esses produtos para gerar renda. Fique de olho:


- Pesquise

A primeira ação deve ser uma pesquisa de mercado. É através dela que você obterá dados importantes que nortearão o seu empreendimento, como o preço praticado pelos concorrentes, o conhecimento de quem é público-alvo e o que ele espera desse produto, entre outros.

- Custo

Para vender, é preciso calcular bem e formar um preço justo, de acordo com a margem de lucro desejada. Nesse ponto, você deve considerar que há dois tipos de custos para serem “embutidos” no preço do seu produto:
- O custo fixo, que diz respeito a despesas que são fixas, como internet, aluguel, água, energia e possíveis salários;
- E o custo variável, que é determinado pela produção dos seus produtos. Exemplos desse custo são as embalagens, matéria-prima, frete, que, variam de acordo com a quantidade que você produz.

- Venda

Suas vendas poderão ser feitas de três formas:
- Venda direta: é feita para pessoas que você conhece, amigos, vizinhos. Essa venda direta é importantíssima no começo, pois ao vender para pessoas mais próximas, você poderá ter um feedback de como estão seu produto e, caso haja falhas, elas poderão ser reparadas antes que suas vendas atinjam um número maior de compradores;
- Venda pela internet: é a ferramenta do momento, que é capaz de potencializar a venda de quaisquer produtos através de divulgações em sites, redes sociais e até em aplicativos para celular;
- Venda para lojistas: é a venda realizada para lojistas que já trabalham com itens similares ao seu produto, através de parcerias.

- Formalização / MEI

Para quem produz e deseja se abrir um negócio, é possível se tornar um Microempreendedor Individual. Através de um cadastro realizado no site www.portaldoempreendedor.gov.br, é possível obter seu CNPJ e passar a emitir notas fiscais. De acordo com o SEBRAE, o MEI pode faturar até R$ 81.000,00/ano, devendo pagar uma taxa mensal (DAS) de aproximadamente R$ 50,00.

Conheça nossos Cursos Online da Área Gestão Empresarial:


Como Administrar Pequenas Empresas
Administração Financeira na Pequena Empresa
Fidelização de Clientes

Fonte: Erik Penna – Administradores – administradores.com.br
por Renato Rodrigues

Deixe seu comentário!

Avise-me, por e-mail, a respeito de novos comentários sobre esta matéria.

Receba Mais Informações

A UOV garante a você 100% de segurança e confidencialidade em seus dados pessoais e e-mail.
Fique por dentro das novidades! (Artigos, notícias, dicas, promoções e muito mais)

Universidade Online de Viçosa © 2006 - 2018. Todos os direitos reservados
Rua Dr. João Alfredo, 130 - Bairro Ramos, Viçosa - MG / CEP: 36570-254
CNPJ: 21.183.196/0001-77

Empresa Genuinamente Brasileira Empresa Genuinamente Brasileira
Atendimento Online
Ligamos para Você