Aprenda a cultivar salsinha

Confira algumas informações importantes para quem deseja cultivar salsinha

Salsinha

A salsinha é um tempero muito utilizado na gastronomia, seja profissional ou amadora. Seu uso pode ser diário e ela dá um sabor especial a qualquer refeição. Isso faz com que ela seja muito vendida no país e proporcione uma renda considerável a quem a cultiva com finalidade comercial.

João Tessarioli Neto, professor do Curso a Distância e Online CPT Horta Caseira – Implantação e Cultivo, ressalta a importância da salsinha na nossa culinária, explicando que ela é de fácil cultivo, mas requer atenção a alguns pontos para ser cultivada.

Confira algumas informações que podem ser úteis para quem deseja iniciar o cultivo de salsinha:

Dando início

A salsinha não requer muito espaço para ser cultivada, podendo estar em canteiros de hortas e ocupando pequenas áreas em sítios e até quintais de residências. É fácil encontrar sementes, mas é preciso verificar a qualidade antes de comprar.

Propagação

O local definitivo deve ser ensolarado para que as sementes possam ser propagadas. O período de germinação varia de 4 a 6 meses, mas pode ser acelerado caso as sementes sejam mantidas de molho em água morna durante um dia. Por m², planta-se 2g a 3g de sementes, devendo desbastar a planta ao atingir 4cm a 5cm de altura, o que deixará as folhas mais vigorosas.

Ambiente

Como dito, deve ser ensolarado, pois essa hortaliça gosta de locais bem iluminados. Em regiões de clima temperado, tem bom crescimento. Apesar de suportar locais quentes, o calor não deve ser em excesso, pois ele acelera o desenvolvimento e a formação de flores.

Plantio

O solo deve ser areno-argiloso e rico em matéria orgânica. Ainda, com boa drenagem e fertilidade, cria as condições ideais para o cultivo da hortaliça. Em vasos ou jardineiras, deve-se optar por recipientes grandes de forma a não limitar o crescimento da planta.

Espaçamento

Recomenda-se espaçar os sulcos de 15cm a 20cm, com 1,5cm de profundidade cada um. Dentro, as plantas devem estar de 3cm a 5cm de distância uma da outra. As sementes deverão ser cobertas com terra sem torrões.

Adubação

Pode-se escolher entre a adubação química ou a natural, de acordo com as condições do solo., que podem estar em deficiência de algum componente. As dosagens serão medidas a partir da análise feita no solo.

Cuidados

A irrigação deve manter o solo úmido, mas não encharcado. Deve-se eliminar manualmente plantas invasoras na área de cultivo. Também é preciso ficar atento para possíveis doenças e pragas que possam atacar as hortaliças.

Produção

A partir de 60 dias do plantio, a planta está pronta para ser colhida, devendo estar com 12cm a 16cm de altura. De cada planta, você deverá colher no máximo um terço das folhas, retirando-as inteiras e com o talo, escolhendo as mais velhas e desenvolvidas. A partir da rebrota, pode-se realizar uma nova colheita a cada 30 dias. Em alguns casos, arranca-se a planta inteira na hora da colheita.

 


Conheça os Cursos a Distância e Online CPT da Área Horticultura:

Horta Caseira – Implantação e Cultivo
Cultivo de Tomate em Estufa
Cultivo de Pimentão em Estufa

Fonte: Globo Rural – revistagloborural.globo.com
por Renato Rodrigues

Deixe seu comentário!

Avise-me, por e-mail, a respeito de novos comentários sobre esta matéria.

Receba Mais Informações

Se preferir, clique aqui e mande-nos um WhatsApp.
A UOV garante a você 100% de segurança e confidencialidade em seus dados pessoais e e-mail.
Fique por dentro das novidades! (Artigos, notícias, dicas, promoções e muito mais)

Universidade Online de Viçosa © 2006 - 2019. Todos os direitos reservados
Rua Dr. João Alfredo, 130 - Bairro Ramos, Viçosa - MG / CEP: 36570-254
CNPJ: 21.183.196/0001-77

Empresa Genuinamente Brasileira Empresa Genuinamente Brasileira
Atendimento Online
Ligamos para Você