Conheça adubos orgânicos para seu jardim e horta

Os adubos orgânicos não prejudicam o meio ambiente e são mais baratos do que os químicos

Adubo orgânico

Todos os amantes das plantas, que cultivam um jardim, horta ou os dois, sabem que é preciso adubar suas plantas para que elas cresçam saudavelmente. Também é sabido que os adubos químicos causam danos à nossa saúde e ao meio ambiente. É nesse ponto que entram os adubos orgânicos, que vão direto da casa para o jardim. São de baixo custo, não agridem o meio ambiente e são benéficos para você e sua família.

O professor do Curso Online UOV Planejamento, Implantação e Manutenção de Jardins, Eduardo Elias, reforça que a adubação é parte fundamental para o desenvolvimento das plantas, devendo ser priorizados os adubos ecologicamente corretos.

Antes de qualquer coisa, é preciso entender que as plantas precisam de três nutrientes básicos, para ficarem fortes e saudáveis: o nitrogênio, o fósforo e o potássio. O nitrogênio é fundamental para auxiliar o crescimento e as partes verdes das folhas, ao passo que o fósforo é importante para as flores e frutos e o potássio, para a saúde geral da planta.

Então, os adubos precisam conter níveis desses macronutrientes para assegurar o melhor desenvolvimento da planta. A seguir você conhecerá alguns adubos orgânicos dotados dessas substâncias e que, antes, iam para o lixo. Mas, a partir de agora, irão para as suas plantas:


- Borra do café

A borra de café é uma excelente fonte de nitrogênio, mas ela aumenta a acidez do solo. Por isso, será muito útil para corrigir solos mais alcalinos ou para adubar plantas que preferem solos mais ácidos, como as hortênsias, rosas, magnólias e mirtilos. Esse adubo também é ideal para minhocas, que melhoram a aeração do solo e produzem o húmus para as plantas. Para aplicá-la, é preciso secá-la. Para hortas, é importante depositar o mais longe possível das raízes, sendo mais recomendado colocá-la em um minhocário e depois aplicar o húmus.

- Cascas de banana

São ricas em fósforo, potássio e cálcio. O ideal é enterrar uma casca no solo ao lado da planta e esperar até que ela se decomponha. À medida que for sobrando cascas em sua casa, você pode congelá-las para usar quando quiser. Você também pode mergulhá-las em água por 2 a 3 dias e promover uma adubação foliar, com a ajuda de um pulverizador.

- Cascas de ovos

Suprem toda a necessidade de cálcio para o desenvolvimento celular das plantas. Para usá-las, basta lavar, deixar secar e bater num liquidificador, deixando-as como uma farinha. Também atuam regulando o PH do solo, deixando-os mais alcalinos, o que afasta a presença de lesmas e lagartas. Também é possível realizar uma adubação foliar ou diretamente no solo fervendo as cascas de 20 ovos em 4 litros de água por alguns minutos e deixando repousar por uma noite, pulverizando o líquido nas plantas ou regando-as próximo às raízes.

- Chá com aparas de grama

Com esse chá, obtém-se um fertilizante nitrogenado, permitindo a utilização das aparas de grama após a poda. Basta usar um balde de cinco litros com aparas de gramas recém-cortadas, cobrindo com água e deixando descansar por 3 a 5 dias. Depois, misture 1 copo desse chá em 10 copos de água pura e regue diretamente no solo.

- Cinzas de madeira

Boa fonte de potássio, as cinzas de madeira ainda possuem vários dos nutrientes essenciais para as plantas que estão em desenvolvimento. Tornam o solo mais alcalino e arejado, devendo ser evitado o uso em plantas que prefiram solos ácidos e argilosos. As cinzas podem ser obtidas em lareiras ou fogueiras, tomando cuidado para que não tenham sido queimadas com outros materiais.

- Sal de Epsom

Esse sal pode ser encontrado em farmácias e oferece um bom benefício às plantas: incorpora magnésio e enxofre, dando às plantas uma cor verde profunda. É especialmente indicado para roseiras e tomateiros, mas também pode ser usado para pequenas mudas que precisem ser transplantadas, em forma de chá. Basta misturar uma colher de sopa em 4 litros de água, misturar e regar as plantas com a mistura.

Conheça nossos Cursos Online da Área Jardinagem:


Planejamento, Implantação e Manutenção de Jardins
Treinamento de Jardineiro
Como Montar uma Empresa de Manutenção de Jardins

Fonte: Somos Verdes – somosverdes.com.br
por Renato Rodrigues

Deixe seu comentário!

Avise-me, por e-mail, a respeito de novos comentários sobre esta matéria.

Receba Mais Informações

A UOV garante a você 100% de segurança e confidencialidade em seus dados pessoais e e-mail.
Fique por dentro das novidades! (Artigos, notícias, dicas, promoções e muito mais)

Universidade Online de Viçosa © 2006 - 2018. Todos os direitos reservados
Rua Dr. João Alfredo, 130 - Bairro Ramos, Viçosa - MG / CEP: 36570-254
CNPJ: 21.183.196/0001-77

Empresa Genuinamente Brasileira Empresa Genuinamente Brasileira
Atendimento Online
Ligamos para Você