Top 8 dos jardins verticais mais usados

Os jardins verticais além de belos, são benéficos ao ambiente em que são instalados

Sapatos de cerâmica com plantas, em jardim vertical

Um jardim é um espaço planejado, geralmente em parques, praças e até em residências, que contém plantas, flores e outras formas de natureza. Arquitetado para cultivar, exibir e apreciar a natureza, pode ser manuseado por um jardineiro profissional ou por um amador. Vão sendo moldados e adaptados de acordo com o gosto de quem o cultiva, adquirindo uma particularidade e garantindo que não exista um jardim igual ao outro no mundo. Uma forma de cultivar um jardim, que tem conquistado cada vez mais o gosto das pessoas, é o jardim vertical.

Podem ser projetados em qualquer estilo, com grande variedade de plantas e nas mais diferentes formas. Usados para revitalizar edifícios, ajudam a combater as ilhas de calor em grandes centros urbanos, podendo ser usados também para decorar paredes de residências, contribuindo para a purificação do ar.

Apresentaremos aqui um top 8 dos jardins verticais mais usados e suas principais características:


Blocos pré-moldados

Nesse tipo, utiliza-se o bloco de concreto fundido, que permite jardineiras contínuas, ou o de concreto socado, que permite jardineiras em zigue-zague. As duas formas podem ser instaladas rente a muros impermeabilizados ou até mesmo sem apoio, pois dispõem de nichos para passar vigas de sustentação.


Wall Green

Essa técnica consiste em um kit, que, montado, proporciona um sistema de encaixe. Fabricado em plástico injetado, pode ser fixado em diferentes tipos de superfícies, verticalmente ou horizontalmente e podem abrigar várias plantas.


Green Wall Ceramic

Para construir uma parede verde nessa técnica, você precisará de blocos de cerâmica, que podem ser fixados com argamassa. Após instalá-los, você deverá impermeabilizá-los com produtos atóxicos, como os usados para reservatórios de água, para não prejudicar as plantas. Pode ser preenchidos com plantas que cresçam e tampem os blocos ou com plantas pequenas, ficando a gosto pintá-los ou não.


Treliças e vasos

Para esse jardim vertical, uma treliça metálica deve ser chumbada à parede ou muro, depois disso, pode-se pendurar vasos inteiros ou vasos meia lua.


Técnica PET

Esse tipo, comum e sustentável, utiliza garrafas pets, que são posicionadas horizontalmente, amarradas por varais ou cordas e cortadas para receber as plantas.


Fibra de Coco

Ideal para espaços pequenos, como em varandas e apartamentos. Confeccionados com fibras de coco, os vasos deixam o ambiente com visual natural. As paredes que receberão esses vasos deverão ser impermeabilizadas e eles poderão ser fixados com parafusos.


Técnica Vasos Meia Lua

Também usado para decorar pequenos espaços, como o próprio nome já diz, consiste em fixar vasos “cortados pela metade” na parede, sendo livre a formatação.


Quadro Vivo

Mais usado para interiores, o quadro vivo pode ser fixado com parafusos e buchas, lembrando-se de vedá-lo para evitar vazamentos.


Vale ressaltar que, qualquer tipo escolhido, precisará ser irrigado. Em alguns, vale investir em sistemas de irrigação. A irrigação manual também é eficiente, mas deve ser precisa de acordo com a necessidade da planta.

 

Conheça nossos Cursos Online da Área Jardinagem e Paisagismo:

Planejamento, Implantação e Manutenção de Jardins
Treinamento de Jardineiro
Como Montar uma Empresa e Manutenção de Jardins

 

Fonte: Ciclo Vivo #PorUmMundoMelhor – ciclovivo.com.br

 

por Renato Rodrigues

Receba Mais Informações

A UOV garante a você 100% de segurança e confidencialidade em seus dados pessoais e e-mail.

Universidade Online de Viçosa © 2006 - 2017. Todos os direitos reservados
Rua Dr. João Alfredo, 130 - Bairro Ramos, Viçosa - MG / CEP: 36570-000
CNPJ: 21.183.196/0001-77 Inscrição Estadual: 002455277.00-20
(31) 3899-7000 / adm@uov.com.br

Empresa Genuinamente Brasileira Empresa Genuinamente Brasileira
Atendimento Online
Ligamos para Você