Colheita e secagem de plantas medicinais

A colheita e a secagem devem ser criteriosamente planejadas para garantir a integridade dos princípios ativos das plantas medicinais

Colheita e secagem de plantas medicinais

Cultivar plantas medicinais com fins comerciais requer planejamento e conhecimento de técnicas determinantes para a boa produtividade. Dois fatores, que impactam diretamente na qualidade das ervas medicinais, são a colheita e a secagem. Ambos devem ser criteriosamente planejados para garantir a integridade dos princípios ativos das plantas”, afirma André Furtado, professor do Curso CPT a Distância e Online Produção Comercial de Plantas Medicinais.

Sobre a colheita


Preferencialmente, a colheita das plantas medicinais deve ser realizada no início da floração, momento em que apresentam alto teor de óleos essenciais. No caso da camomila, a colheita nessa fase também evita que as flores da planta caiam ao secarem.

A colheita deve ser feita pela manhã, com o clima seco, de céu azul, após a evaporação do orvalho. Tal recomendação facilita a posterior secagem da erva. Os galhos devem ser cortados na base da planta para estimular a brotação.

Sobre a secagem


Existem dois procedimentos para a secagem das plantas medicinais. No primeiro, os galhos são separados e dispostos em superfície plana. No segundo, forma-se um ramo, com poucos galhos da erva, e amarra-se com uma corda. Este é pendurado até que os galhos sequem por completo.

É indispensável que o local de secagem das ervas não receba luz direta do sol. Mas este deve ser bem ventilado, seco e quente. Tais fatores contribuem com a secagem adequada das ervas medicinais.

Secagem caseira


Para quem pretende fazer a secagem das ervas medicinais em casa, uma boa opção é o forno convencional, principalmente em regiões com alta umidade. Embora parte dos óleos essenciais se perca no processo, o aroma e o sabor permanecem.

A temperatura ideal para a secagem deve ser de 100°C. É importante que os galhos da planta medicinal sejam cobertos com papel manteiga. Outra recomendação é conferir a consistência continuamente até que as ervas fiquem quebradiças.

Como armazená-las?


Assim que os galhos estiverem secos, retire cuidadosamente as folhinhas da planta medicinal. Em seguida, acondicione-as em potes hermeticamente fechados, para garantir uma boa conservação (por até seis meses), e evitar a entrada de umidade.

Os potes devem ser armazenados em local seco, distante da luz solar. No início, se houver condensação nos vidros é porque a erva não foi devidamente seca. Nesse caso, coloque-a em uma superfície plana para terminar de secar.

Como usá-las?


As plantas medicinais devem ser usadas com sabedoria e moderação. O boldo, por exemplo, pode ser tóxico se ministrado em exagero. O chá é a forma mais comum de usar as ervas medicinais com fins terapêuticos. Normalmente, uma colher (chá) de ervas secas corresponde a uma colher (sopa) de ervas frescas.

Conheça os Cursos CPT a Distância e Online da Área Plantas Medicinais.

Leia o artigo "Conheça as principais plantas medicinais."

Fonte: jardimdomundo.com

Por Andréa Oliveira.

Sugestão de Curso

Deixe seu comentário!

Avise-me, por e-mail, a respeito de novos comentários sobre esta matéria.

Receba Mais Informações

Se preferir, clique aqui e mande-nos um WhatsApp.
A UOV garante a você 100% de segurança e confidencialidade em seus dados pessoais e e-mail.
Fique por dentro das novidades! (Artigos, notícias, dicas, promoções e muito mais)

Universidade Online de Viçosa © 2006 - 2019. Todos os direitos reservados
Rua Dr. João Alfredo, 130 - Bairro Ramos, Viçosa - MG / CEP: 36570-254
CNPJ: 21.183.196/0001-77

Empresa Genuinamente Brasileira Empresa Genuinamente Brasileira
Atendimento Online
Ligamos para Você