Ajudando na recuperação pós-operatória do seu cão

Confira algumas dicas para ajudar na recuperação do seu pet após alguma cirurgia

Cão doente

Seja por acidente ou por motivo de saúde, quando um cão passa por uma intervenção cirúrgica, além de todo o amor e carinho do seu dono, ele precisará de alguns cuidados especiais para se recuperar tranquilamente. Os cuidados podem variar de acordo com as condições em que o animal se encontra ou de acordo com a complexidade da intervenção.

A professora da Disciplina Cirurgia de Cães e Gatos, do VET Profissional UOV, Kelly Cristine Se Sousa Pontes, afirma que o sucesso da cirurgia também está no pós-operatório, onde o animal deverá receber todos os cuidados necessários de seu dono.

Quais devem ser os primeiros passos?


Após o estresse da cirurgia, quando o animal estiver autorizado para voltar para a sua casa, é preciso dar ouvidos a todas as recomendações do médico veterinário, para que a recuperação ocorra da melhor forma possível. O profissional dará dicas sobre:

- a alimentação;
- a medicação;
- às possíveis reações e o que deve ser considerado um sinal de alarme;
- quando deverá ser a próxima visita do animal ao seu consultório.

Também é preciso considerar que a anestesia pode ter seu efeito um pouco prolongado, portanto não é preciso se preocupar se o seu cão, num primeiro momento, apresentar alguma zonzeira ou problemas de estabilidade.

O que devo providenciar para o pós-operatório?


- Primeiro, reserve um espaço para descanso, onde o seu animal possa estar cômodo e tranquilo durante sua recuperação;
- Mantenha sempre a higiene e certifique-se de que o local é bem ventilado;
- Explique aos demais moradores, inclusive crianças, a situação pela qual o animal está passando, para evitar que tirem o seu sossego ou forcem o cão a brincar;
- Nesse período, não se deve forçar o animal a dar longos passeios. O ideal é levá-lo apenas para que faça suas necessidades, redobrando a atenção sobre ele;
- Monitore-o para que coma, beba água e faça suas necessidades normalmente;
- Não se esqueça dos remédios, respeitando a dose e horários indicados pelo veterinário;
- Monitore a evolução da ferida.

Como devo cuidar da ferida?


A ferida da cirurgia deve estar a salvo de qualquer lambida, arranhão ou mordida do próprio animal, pois ela se encontra em processo de cicatrização. Nesses casos, o colar elizabetano é o mais recomendado, mas também é preciso ficar atento para outros animais de estimação que por ventura haja em sua casa. Recorra a um veterinário caso a ferida apresente alguma dessas características:

- Hematoma;
- Vermelhidão;
- Inchaço;
- Odor;
- Secreção;
- Ou que provoque dor no animal.

Meu cão terá que passar por alguma reabilitação?


Alguns animais, por consequência de cirurgias mais complexas, podem perder muita massa muscular, sendo necessário que ele passe por fisioterapia ou algum outro tipo de reabilitação, para potencializar o processo de recuperação. O veterinário avaliará e dará o diagnóstico do que deve ser feito.

Por fim, não se esqueça de dar amor e carinho ao seu animal, além de todos esses cuidados. Com certeza a recuperação será menos dolorosa e mais confortável para o seu cãozinho se você estiver sempre ao lado dele, conversando e fazendo carícias.

Confira nossas Disciplinas do VET Profissional:


Cirurgia de Cães e Gatos
Semiologia Veterinária
Clínica Veterinária

Fonte: Meus Animais – meusanimais.com.br
por Renato Rodrigues

Sugestão de Curso

Deixe seu comentário!

Avise-me, por e-mail, a respeito de novos comentários sobre esta matéria.

Receba Mais Informações

A UOV garante a você 100% de segurança e confidencialidade em seus dados pessoais e e-mail.
Fique por dentro das novidades! (Artigos, notícias, dicas, promoções e muito mais)

Universidade Online de Viçosa © 2006 - 2018. Todos os direitos reservados
Rua Dr. João Alfredo, 130 - Bairro Ramos, Viçosa - MG / CEP: 36570-254
CNPJ: 21.183.196/0001-77

Empresa Genuinamente Brasileira Empresa Genuinamente Brasileira
Atendimento Online
Ligamos para Você