Anestesias para animais

A anestesia é fundamental na realização de qualquer procedimento cirúrgico em animais

Anestesia injetável

Para realizar a limpeza de dentes, castração, cirurgia ortopédica ou qualquer outro procedimento cirúrgico, os animais precisam de ser anestesiados. O anestésico será o responsável por garantir que o animal não sinta dor, além de deixa-lo inconsciente por todo o procedimento, evitando que ataquem o veterinário.

Luís Eugênio Franklin Augusto, professor da Disciplina Anestesiologia Veterinária, do VET Profissional, explica que a anestesia é um processo que envolve várias etapas: o paciente deve ser examinado previamente e é necessário consultar o médico veterinário e o proprietário do animal sobre qualquer histórico anestésico.

Por conta disso, é fundamental observar as reações a ela, haja vista que, assim como em humanos, há riscos de que algum efeito indesejável ocorra pelo fato de que cada animal recebe a anestesia de uma maneira.

É preciso saber que há para cães e gatos as anestesias inalatórias ou injetáveis, gerais ou locais:

Anestesia geral

Esse tipo de anestesia provoca a perda de consciência do animal ou sono artificial, com atuação de forma analgésica, evitando temporariamente a percepção dolorosa e proporcionando um relaxamento aos músculos.

Anestesia local

A anestesia local tem ação apenas no local escolhido, bloqueando impulsos nervosos desse local a ser operado, porém, sem o efeito da perda de consciência do animal.

Anestesia inalatória

Essa forma de anestesiar é mais segura do que a injetável, devido ao fato de não precisar ser metabolizada pelo organismo para agir. É aplicada submetendo o animal à inalação do anestésico, proporcionando um pós-operatório mais tranquilo, pois o animal já começa a voltar quando é retirado dela e volta a respirar o ar puro. Para sua aspiração, é necessário entubar o animal e a presença do anestesista é fundamental, com um aparelho específico para isso. Ainda permite um controle em relação à intensidade da anestesia, podendo ser aumentada ou diminuída à medida que o procedimento avança ou termina. Também é mais segura para o coração e mais indicada para animais idosos ou cardiopatas. O que dificulta um pouco o uso dessa anestesia são os custos elevados e a necessidade de uma aparelhagem para que ela seja aplicada.

Anestesia injetável

Com aplicação intramuscular ou intravenosa, esse tipo de anestesia é o mais usado na medicina veterinária, por conta do seu baixo custo e por não necessitarem de aparelhos específicos. O médico determina qual será o medicamento utilizado, mas, na maioria das vezes, utiliza-se mais de um de uma só vez. Para animais mais idosos ou cardiopatas há uma certa depressão cardiorrespiratória.


Conheça nossa Disciplina Anestesiologia Veterinária, do Projeto VET Profissional UOV!

Fonte: Pet Love – petlove.com.br
por Renato Rodrigues

Sugestão de Curso

Deixe seu comentário!

Avise-me, por e-mail, a respeito de novos comentários sobre esta matéria.

Receba Mais Informações

A UOV garante a você 100% de segurança e confidencialidade em seus dados pessoais e e-mail.
Fique por dentro das novidades! (Artigos, notícias, dicas, promoções e muito mais)

Universidade Online de Viçosa © 2006 - 2018. Todos os direitos reservados
Rua Dr. João Alfredo, 130 - Bairro Ramos, Viçosa - MG / CEP: 36570-254
CNPJ: 21.183.196/0001-77

Empresa Genuinamente Brasileira Empresa Genuinamente Brasileira
Atendimento Online
Ligamos para Você