Cuidados com o banho de cavalos

Após um longo período de trabalho é importante dar banho nos animais antes de liberá-los no pasto

Banho em cavalo

A criação de cavalos desperta a paixão de muitas pessoas por todo o Brasil. Seja para a competição, para o trabalho na fazenda ou por hobby, é preciso saber que esses animais são temperamentais e que não demonstram reações facilmente. Por conta disso, podem trabalhar normalmente até a exaustão, sem demonstrar dores e fraquezas que sentem. Então, é preciso estar atento a alguns sinais que indicam que está na hora de colocar o animal para descansar e, antes de soltá-lo no pasto, dar um banho para sua completa recuperação.

Ludmila Souza Fernandes, professora da Aula 06 – Exame Básico em Equinos, da Disciplina Semiologia Veterinária, do VET Profissional UOV, ressalta a importância de promover a recuperação do animal, para que não se comprometa a sua saúde e para que ele tenha uma boa recuperação após um longo período de trabalho.

O rodízio entre os animais é recomendado. Após um período longo de trabalho, como em um dia inteiro, o melhor a se fazer é dar descanso de uma semana para que o animal possa se recuperar tranquilamente. Por conta disso, deve-se dispor de uma equipe de cavalos, aproximadamente seis animais por peão. Caso não seja possível, recomenda-se que sejam ao menos quatro.

Isso porque lesões e outros machucados são os responsáveis por fazer os animais perderem condição física e peso, podendo sobrecarregar outros animais da tropa. Caso não haja esse revezamento, ainda haverá a possibilidade de doenças simples do trato respiratório, como é o caso da gripe, ou até doenças mais graves, como pneumonias e abscessos.

Um dos primeiros sinais que os animais que indicam a exaustão dos animais pode ser a diminuição da disponibilidade do cavalo para o trabalho, quando o animal precisa fazer uso do reio ou a espora para realizar uma atividade que ele conseguiria realizar sem nenhum problema. Dificuldade de colocar a orelha para frente, mudança de coloração da mucosa, pelo eriçado e dobras na pele também são sinais que podem indicar que o animal está próximo de atingir o ponto máximo de exaustão.

Após a realização de trabalho, deve-se dar um banho no animal antes de soltá-lo no pasto. Confira algumas recomendações para o banho dos animais no pós-lida:


- Deve-se começar pelas pernas, para que haja tempo para a temperatura do corpo do animal abaixar, o que evita um choque térmico desconfortável.

- Dar atenção às sujeiras que ficam entre as pernas, barriga e demais dobras da pele, para evitar assaduras.

- Higienizar muito bem a sola, para manter os cascos saudáveis.

- Banhos gelados podem ser confortáveis para o animal, mas não devem durar muito tempo. Por isso, é importante observar a temperatura da água.

- Para lavar a cara do cavalo, jogue a água da mangueira para cima, deixando-a cair. Isso permitirá aos animais proteger suas orelhas, evitando infiltração da água.

- Em caso de dificuldade na limpeza da cara, passe um pano úmido para retirar o excesso de saliva produzido pelo uso do freio.

- Antes de liberá-lo, tire o excesso de água do corpo do cavalo.

- Disponibilize uma tina com água, para que o animal não fique muito tempo sem beber água até ser liberado no pasto. Durante o trabalho ele perde muita água e precisa ir repondo-a.

- Nunca realize o corte de pelos no boleto do cavalo, pois eles têm a função de proteger contra micoses na quartela.

Confira nossas Disciplina do Projeto VET Profissional:


Semiologia Veterinária
Anatomia Veterinária – Osteologia e Miologia de Animais Domésticos
Cirurgias de Grandes Animais

Fonte: Giro do Boi – girodoboi.com.br
por Renato Rodrigues

Sugestão de Curso

Deixe seu comentário!

Avise-me, por e-mail, a respeito de novos comentários sobre esta matéria.

Receba Mais Informações

A UOV garante a você 100% de segurança e confidencialidade em seus dados pessoais e e-mail.
Fique por dentro das novidades! (Artigos, notícias, dicas, promoções e muito mais)

Universidade Online de Viçosa © 2006 - 2018. Todos os direitos reservados
Rua Dr. João Alfredo, 130 - Bairro Ramos, Viçosa - MG / CEP: 36570-254
CNPJ: 21.183.196/0001-77

Empresa Genuinamente Brasileira Empresa Genuinamente Brasileira
Atendimento Online
Ligamos para Você