Quais são os instrumentos utilizados para cirurgia em animais?

Conheça os principais instrumentos utilizados nas cirurgias de cães, gatos e animais de pequeno porte

Cão recebendo medicação

Na realização de cirurgias em cães, gatos e outros animais de pequeno porte, é fundamental estar atento a cada detalhe, para que esse animal consiga passar por esse procedimento de forma tranquila e sem riscos. Assim como em humanos, para realizar qualquer cirurgia, o médico veterinário precisa estar atento a todos os instrumentos que usará e qual a finalidade de cada um.

Kelly Cristine de Sousa Pontes, professora da Aula 01 – Instrumental Cirúrgico e Montagem da Mesa de Instrumental, da disciplina Cirurgia de Cães e Gatos, do projeto VET Profissional,  afirma que não basta saber como realizar a cirurgia se o médico veterinário não sabe qual instrumento utilizar. Conhecer cada instrumento e quais são suas funções é essencial para que o procedimento seja um sucesso.

Confira a seguir as características e funções de cada um dos principais instrumentos utilizados em cirurgias de cães e gatos:

Cabos e Lâminas de Bisturis

O veterinário tem à sua disposição cabos de bisturis com lâminas destacáveis ou unidades descartáveis com lâminas acopladas. É preciso tomar cuidado ao acoplar ou remover as lâminas. Com o passar do tempo, as lâminas podem ter sua ranhura afetada pela corrosão, que impede que elas deslizem e se acoplem. Ainda, podem não grudar e deslizar facilmente, o que pode lastimar os dedos do cirurgião. As lâminas podem quebrar, caso sejam forçadas, mesmo com o uso de porta-agulhas para impedir o escorregamento.

Tesouras

Existem vários tipos de tesouras cirúrgicas, com tamanhos e formatos variados. É necessário verificá-las constantemente de forma a conferir se ainda funcionam corretamente. As tesouras de Mayo e dissecadoras de Metzenbaum podem frustrar o uso e causar um trauma excessivo no tecido. Suas lâminas devem deslizar facilmente, indicando uma tensão apropriada do cabo e lâminas lisas e encaixadas corretamente.

Pinças Hemostáticas

As pinças usadas em cirurgias são frequentemente danificadas pelo mau uso. À medida em que há sobrecarga na superfície de apreensão da pinça, as lâminas se desalinham e a tensão nos cabos diminui, o que impede que o instrumento segure o tecido firmemente. Seu uso contínuo também pode acelerar a deterioração, fazendo com que ela se quebre. É preciso conferir regularmente se as lâminas ainda estão alinhadas, a tensão dos cabos e o uso da catraca.

Pinças de Polegar

As pinças de polegar recebem esse nome por serem usadas entre o dedo polegar e o indicador, sendo usadas para tarefas que envolvam trabalho delicado. A mais comum é a pinça de Adson, que pode ser utilizada na sutura de pele e de planos faciais.

Pinças de Campo

Esse tipo de pinça é projeto para prender panos apele. Pela sua característica de penetrar profundamente na pele, devem estar sempre afiadas e sem rebarbas ou lascas. Também são usadas para prender tubos de sucção, cabos de eletrocautérios e cabos de equipamentos de força aos panos.

Porta-Agulhas

Para verificar se o porta-agulhas está adequado, basta prender uma agulha no segundo dente da catraca. Se a agulha possa ser rodada, o porta-agulhas precisa ser reparado. Esse instrumento deve conseguir segurar a agulha quando fechado no primeiro dente da catraca. A borda da superfície de apreensão também deve ser inspecionada, pois, à medida em que se usa, essa borda do porta-agulhas pode tornar-se afiada e cortar o material de sutura.


Conheça agora a Disciplina Cirurgia de Cães e Gatos, do Projeto VET Profissional UOV!

Fonte: Portal Educação – portaleducacao.com.br
por Renato Rodrigues

Sugestão de Curso

Deixe seu comentário!

Avise-me, por e-mail, a respeito de novos comentários sobre esta matéria.

Receba Mais Informações

A UOV garante a você 100% de segurança e confidencialidade em seus dados pessoais e e-mail.
Fique por dentro das novidades! (Artigos, notícias, dicas, promoções e muito mais)

Universidade Online de Viçosa © 2006 - 2018. Todos os direitos reservados
Rua Dr. João Alfredo, 130 - Bairro Ramos, Viçosa - MG / CEP: 36570-254
CNPJ: 21.183.196/0001-77

Empresa Genuinamente Brasileira Empresa Genuinamente Brasileira
Atendimento Online
Ligamos para Você