A hidroginástica na gravidez

A hidroginástica pode ser uma importante aliada no alívio das dores durante a gravidez

Gestante na piscina

A gravidez é um momento mágico para qualquer mulher. Mas, por trás dessa magia, está a metamorfose corporal que ela sofre, que requer mudança de postura para acomodar o bebê e adaptação dos órgãos a ele, o que acaba por forçar a musculatura da coluna. Isso causa desconforto e até mesmo dor em todas elas.

Uma das formas de aliviar e amenizar todo esse desconforto é através de práticas de exercícios físicos. Patrícia Tostes, professora do Curso Online de Hidroginástica para Gestantes da Universidade Online de Viçosa, considera que “A prescrição de atividades físicas na gestação é algo que ainda provoca muita polêmica, pois os profissionais da área de saúde se revezam em afirmar qual é o melhor exercício para a gestante. No entanto, hoje, felizmente, há um consenso entre médicos, fisioterapeutas e educadores físicos de que a hidroginástica pode trazer todas as vantagens e benefícios para as gestantes.”.

O que é e qual a finalidade da hidroginástica?
É um exercício aeróbico convencional, que por ser realizado dentro d’água, alivia o peso do corpo nas articulações, prevenindo lesões que outros exercícios físicos podem causar. Além disso, a água é um elemento relaxante para o corpo, pois alivia o estresse e a tensão muscular. A atividade contribui também para um melhor condicionamento físico, que será exigido na crucial hora do parto.

Como é a aula de hidroginástica?
A aula permite um maior equilíbrio corporal, haja vista que a tensão maior está localizada na região abdominal da mulher. Alongamentos, aquecimentos e condicionamento aeróbicos trabalharão a estrutura musculo-esqueletica a fim de proporcionar uma melhor postura e consequente conforto às futuras mamães. Exercícios respiratórios também são realizados, com a finalidade de melhorar a circulação, diminuir o estresse e a ansiedade, além de desinchar os membros inferiores.

Não sei nadar, posso fazer?
Sim! A água da piscina não deve ultrapassar o peito das mulheres, pois as aulas não têm o objetivo de ensinar a nadar, mas sim o de promover equilíbrio e bem estar físico às gestantes.

Existe alguma restrição?
Ainda que a hidroginástica seja benéfica, alguns exercícios devem ser evitados. Entre eles estão os que comprimam o estômago, os que exijam muito esforço dentro d’água, como saltos excessivos e os que pressionem o abdômen, pois a intenção é aliviar essa região, não tensioná-la ainda mais.

Qual deve ser a intensidade?
A intensidade e a frequência devem ser recomendadas por um médico, pois é de caráter individual. De forma a controlar o ritmo cardíaco, o Congresso Americano de Obstetras e Ginecologistas recomenda que seja feito o “teste da conversa”, que consiste em deixar as mulheres conversando umas com as outras. As que conversam normalmente, ainda que estejam um pouco ofegantes podem manter o ritmo por estarem dentro do limite de segurança. As que não conseguirem conversar e respirar ao mesmo tempo e apresentarem um nível ofegante maior deverão reduzir a intensidade da atividade.

Devo estar atenta a quais sinais?
Ainda que esteja suportando a aula normalmente, exercícios que provocam dor, tonturas, contrações na região abdominal, falta de ar e sangramento vaginal são sinais que devem deixar a mulher atenta, que deverá procurar um médico para auxiliá-la.

Quais são os benefícios da hidroginástica na gravidez?
Esse exercício na gravidez proporciona inúmeros benefícios, alguns já citados na matéria. Além de aliviar as dores e reduzir os inchaços causados pela fase gestacional, ele aumenta a energia da gestante, melhora o humor, elimina a prisão de ventre, auxilia num ganho saudável de peso, previne varizes, melhora o sono, diminui estresse e ansiedade e traz benefícios para o coração e sistema circulatório, entre outros.

Quando devo evitá-la?
Antes de optarem pela prática de hidroginástica, as grávidas deverão conversar com o seu médico caso tenham problemas pulmonares, sejam cardiopatas, tenham histórico de parto prematuro ou aborto espontâneo, apresentem problemas no colo do útero ou pré-eclâmpsia e em casos de placenta prévia ou placenta de inserção baixa.

Quais são as dicas para praticá-la?
Para a prática, a água deve estar em temperatura amena, por volta de 20 a 30°C e a piscina deve ser bem asseada. Ainda, como em qualquer exercício físico, é fundamental manter a hidratação durante e depois de praticá-los.

 

Conheça nossos Cursos Online na Área de Hidroginástica:
Hidroginástica para Gestantes
Hidroginástica para Condicionamento Físico – Recreação e Lazer
Hidroginástica para Terceira Idade

 

Fonte: Mundo Boa Forma – mundoboaforma.com.br

 

por Renato Rodrigues

Receba Mais Informações

A UOV garante a você 100% de segurança e confidencialidade em seus dados pessoais e e-mail.

Universidade Online de Viçosa © 2006 - 2017. Todos os direitos reservados
Rua Dr. João Alfredo, 130 - Bairro Ramos, Viçosa - MG / CEP: 36570-000
CNPJ: 21.183.196/0001-77 Inscrição Estadual: 002455277.00-20
(31) 3899-7000 / adm@uov.com.br

Empresa Genuinamente Brasileira Empresa Genuinamente Brasileira
Atendimento Online
Ligamos para Você