Piolho de galinha: como evitar infestações

O piolho de galinha se alimenta do sangue das aves, debilitando-as e enfraquecendo-as

Galinhas

Um dos parasitas que mais causam infestações nas criações de galinhas é o ácaro vermelho, também conhecido como piolho vermelho, piolho de galinha ou apenas piolhinho. Sua ocorrência pode se dar em todo o território nacional e é observada, ao se examinar a ave, principalmente ao redor da cloaca e sob as asas, sendo que a forma mais comum de introdução de piolhos em uma granja não infestada, seja em sistema caipira ou criatórios industriais, é através de equipamentos ou da introdução de espécimes infestadas.

O piolho de galinha se alimenta do sangue das aves, debilitando-as e enfraquecendo-as. Segundo Maria do Carmo Arenales, professora do Curso Online Criação Orgânica de Frangos de Corte e Aves de Postura, “as infestações pesadas com piolhos diminuem a capacidade reprodutiva dos machos, a produção de ovos nas fêmeas e o ganho de peso das aves em crescimento. Para os pintinhos, podem ser fatais”. Alguns transtornos causados por esses ácaros são:

- Feridas recorrentes nas aves, o que permite a contaminação bacteriana e viral

- Redução da postura de ovos

- Abandono de ninhos no período de choco

- Irritabilidade das aves

- Estímulo ao canibalismo entre as aves e etc.

 

Na criação de galinhas caipiras, mesmo tratando-se de aves rústicas com capacidade para criações a campo em condições adversas, geralmente, ocorrem problemas que poderiam ser prevenidos com um bom manejo e/ou com esquema eficiente de higiene. Assim, é perceptível a importância de um programa preventivo de manejo sanitário bem desenvolvido para evitar infestações e transmissão de doenças.

Em um plantel, é possível manter a população de piolho de galinha controlada por meio da restrição de pássaros e animais silvestres nas instalações e outros cuidados como localização da granja, procedência dos pintos, vazio sanitário, idade única de criação, limpeza completa das instalações e dos equipamentos, destino apropriado para aves mortas, aplicação de vassoura de fogo etc. O contato das galinhas caipiras com os animais domésticos, também, deve ser evitado, uma vez que os piolhos também são encontrados em coelhos, pombos, cachorros, gatos e cavalos.

O uso de acaricidas a base de espinosade, piretroide, carbaril, diclorovinil dimetil fostato, permetrina e inseticidas carbonatos também são uma alternativa para combater a infestação de piolhos de galinha, embora seus ovos são sejam afetados. É importante lembrar que o criador deve respeitar rigorosamente as instruções de uso na aplicação desses produtos químicos e sempre utilizar os equipamentos de segurança necessários.

 

Conheça os cursos online da Universidade Online de Viçosa da área de Avicultura

 

Curso Online Criação de Frango e Galinha Caipira
Curso Online Criação Orgânica de Frangos de Corte e Aves de Postura
Curso Online Produção de Frangos de Corte

 

Fonte: Criar Galinha - criargalinha.com.br

Por Bruna Falcone Zauza

Sugestão de Curso

Receba Mais Informações

A UOV garante a você 100% de segurança e confidencialidade em seus dados pessoais e e-mail.

Universidade Online de Viçosa © 2006 - 2017. Todos os direitos reservados
Rua Dr. João Alfredo, 130 - Bairro Ramos, Viçosa - MG / CEP: 36570-000
CNPJ: 21.183.196/0001-77 Inscrição Estadual: 002455277.00-20
(31) 3899-7000 / adm@uov.com.br

Empresa Genuinamente Brasileira Empresa Genuinamente Brasileira
Atendimento Online
Ligamos para Você